fbpx

Isso é muito Black Mirror: Causa da Semana traz discussão sobre efeitos da tecnologia

Cena do seriado Black Mirror: avanço da tecnologia demanda reflexão sobre impactos futuros (Foto: Divulgação)

Nesta semana, alguns acontecimentos colocaram a tecnologia no centro de um debate com aspectos positivos e negativos. Alguns deles revelam os grandes desafios gerados por uma sociedade ultraconectada. Para levantar essa discussão, elegemos o uso responsável da tecnologia como a Causa da Semana.  

Na terça-feira (27), o órgão de defesa da concorrência da União Europeia impôs uma multa recorde de 2,42 bilhões de euros ao Google. O motivo: abusar de sua posição dominante em buscas na internet para favorecer seu próprio comparador de preços, o Google Shopping.

No mesmo dia, países europeus foram alvo de um novo ciberataque. Governos como o da Ucrânia e companhias como o conglomerado de publicidade WPP foram afetados. O novo episódio aconteceu pouco mais de um mês depois de um mega ciberataque que atingiu mais de 150 países.

Enquanto tudo isso acontecia, a China recebeu a Annual Meeting of the New Champions, o encontro de verão promovido pelo Fórum Econômico Mundial. Entre os dias 27 e 29, estiveram em pauta os efeitos da chamada 4ª Revolução Industrial, marcada pelo uso intensivo da tecnologia, afetará a sociedade – para o bem e para o mal.

Vishal Sikka, diretor executivo das operações americanas no  grupo de serviços de tecnologia indiano Infosys, sugeriu que o caminho para enfrentar os desafios desse novo cenário estaria na educação.  

A afirmação é certeira. Se, de um lado, a tecnologia traz avanços inegáveis para áreas como a medicina, agricultura e geração de energia, de outro enfrentaremos cada vez mais questões éticas relacionadas à privacidade e ao uso de dados. Estamos mais vulneráveis? Nossos empregos estão em risco? Os países estão preparados para novas ameaças virtuais? Todas essas questões são urgentes e serão dirimidas com uma educação voltada para o uso inteligente das inovações.

Um bom caminho para entender os impactos disso aqui no Brasil é acompanhar a nova criação do Canal Futura anunciada na última quinta-feira (28). A partir de 10 de julho, entra no ar A partir de 10 de julho, entra no ar o programa Expresso Futuro, em que o especialista em tecnologia Ronaldo Lemos vai explorar o que há de mais atual em uso inteligente da tecnologia.

Independentemente do tipo de visão que se tenha em relação aos efeitos da tecnologia – seja positiva, como previu a Microsoft em campanha sobre como será 2020, ou distópica, como aquela mostrada na série Black Mirror –, não há como fugir do assunto. Sua empresa está preparada para enfrentar os impactos dessa realidade?

Cause

Somos um time multidisciplinar de profissionais das áreas de Administração, Antropologia, Ciência Política, Design, Gestão Pública, Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade. Propomos um olhar integrado a partir dessas competências para promover as causas em que acreditamos.