fbpx

Do ataque à CNN à ameaça à Al Jazeera: saiba por que elegemos a liberdade de expressão como a Causa da Semana

Centro de imprensa da CNN em Atlanta: rede de TV entra na mira de Donald Trump (Crédito: GettyImages)


A semana foi marcada por debates envolvendo grandes veículos de imprensa. No domingo (2), Donald Trump
publicou em sua conta do Twitter vídeo atacando a rede americana de notícias CNN. Em resposta, Brian Stelter, repórter da publicação, afirmou ser um dia triste “quando o presidente dos Estados Unidos encoraja a violência contra repórteres” .

Na segunda (3), a Arábia Saudita e aliados, como parte da ação de boicote ao Qatar, estende para 48h o prazo para que, entre outras coisas, o país encerre as ações da rede de notícias Al Jazeera. Veículos como o New York Times e o The Economist se posicionaram contra a medida. De acordo com artigo do The Economist, “é como se a China ordenasse à Inglaterra que fechasse a BBC”.

Esses episódios nos fizeram eleger a liberdade de expressão como a Causa da Semana.

O debate vai muito além da defesa da atuação dos veículos tradicionais de imprensa. Conforme as barreiras entre os produtores e receptores de notícias são quebradas, todo cidadão pode se comportar como mídia – e é nesse contexto que as redes sociais ganham status de vitrine de informações.

A nova lógica faz surgir desafios complexos, como a necessidade de frear as chamadas fake news e compreender a nova lógica de visibilidade de notícias, uma vez que nossa jornada de consumo de informação é influenciada por algoritmos.

Recentemente, o site de jornalismo investigativo ProPublica questionou as regras de supressão de posts no Facebook. Em reportagem publicada na sexta (28), o ProPublica expõe o limite tênue entre a garantia de liberdade de expressão e a proteção às minorias.

Diante desses questionamentos, iniciativas como o Aos Fatos, no Brasil, ou o FactCheck.org, nos Estados Unidos, ganham relevância não pela apuração de notícias e dados públicos, mas também pela proposta de organizar o fluxo de informações em meio à onda de notícias falsas. Ambos são provas de que, mesmo em tempos em que o fluxo de informações se torna mais complexo, informação de qualidade continua sendo um dos pilares da democracia.

Cause

Somos um time multidisciplinar de profissionais das áreas de Administração, Antropologia, Ciência Política, Design, Gestão Pública, Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade. Propomos um olhar integrado a partir dessas competências para promover as causas em que acreditamos.