fbpx

CAUSE completa 8 anos: diretora-executiva Mônica Gregori relembra a trajetória

Por Mônica Gregori

No dia 27 de agosto de 2021, a CAUSE completou oito anos de existência. Mônica Gregori — diretora-executiva, e também sócia ao lado de Francine Lemos, Leandro Machado e Rodolfo Guttilla — lembra que, no início, havia uma certa dificuldade em explicar nossa missão no mercado, mas o conceito foi se solidificando com a prática dos serviços: nos tornamos uma consultoria que apoia marcas e organizações a se conectarem com as demandas do nosso tempo, identificando as causas mais aderentes ao seu propósito e desenvolvendo estratégias de atuação, engajamento e advocacy que aumentem seu desempenho ESG.

“Com o tempo, ficou muito mais clara a nossa atuação, e as pessoas não só entendem, como nos procuram para criar parcerias, porque a sociedade evoluiu também nesse caminho”, avalia Mônica, que também é especialista em marketing de causas.

Em um mundo no qual organizações e marcas são cada vez mais questionadas sobre seu papel como agentes de transformação, queremos contribuir para colocar essa aspiração em prática. E isso acontece a muitas mãos, por meio de ações integradas de comunicação, articulação e influência e da gestão de programas de impacto, buscamos mobilizar os diversos atores da sociedade e gerar valor que possa ser compartilhado entre todos.

“Temos um quê de artesãos, porque, por mais que existam metodologias CAUSE, nunca olhamos para um projeto como cópia de outro, como um padrão que tem que ser estabelecido. Para nós, cada projeto é único, e sem dúvida isso dá mais trabalho, mas fazemos questão de tecer cada fio dos projetos como se fosse um tecido único. E eu acho que essa é a grande diferença, nós somos uma consultoria estratégica e, portanto, dedicamos esse olhar e cuidado em nossos projetos”, conta Mônica.

Segundo relata, uma das passagens mais simbólicas dessa trajetória foi o projeto Libbs: Após receber um financiamento para a construção de nova fábrica no município de Embu das Artes (SP), a Libbs Farmacêutica quis entender de que forma poderia beneficiar a população. Como garantir a efetividade do investimento social?

“Testamos um modelo novo para realizar um projeto de impacto que fizesse sentido para aquela comunidade, para aqueles stakeholders, e também que fizesse sentido para nutrir o propósito da marca”.

Uma pesquisa coordenada pela CAUSE revelou que a saúde pública do município era uma das áreas mais problemáticas para os moradores. Do diagnóstico, surgiu a causa: proporcionar aos cidadãos “um atendimento inclusivo, acolhedor e ágil” nas unidades básicas de saúde, que guiou o projeto “Tempo É Saúde”. Então, a CAUSE desenvolveu e implementou a estratégia, que consistiu na instalação do e-SUS – software de gestão em saúde pública -, capacitação de servidores e campanhas de engajamento com governo, servidores e usuários do sistema de saúde.

“Foi um trabalho de quase três anos, um projeto muito completo e que vimos os resultados na prática. Até hoje, é um motivo de muito orgulho para nós”.
Para além das ações exitosas, Mônica destaca uma característica importante da CAUSE: “Sempre oportunizamos que empresas, marcas e organizações revejam seus modos operantes do passado, a fim de construir uma visão de mundo mais sensível às demandas da sociedade. Não queremos ser a patrulha do mundo corporativo, mas, quando notamos alguma narrativa que não tem consistência na ação, não temos problema nenhum em abrir mão do cliente/projeto, seja ele do tamanho que for, e isso já aconteceu várias vezes. Isso nos retroalimenta, porque, cada vez que a gente encontra uma situação como essa, é uma possibilidade de rever o nosso próprio propósito para tomar uma decisão mais coerente, adquirindo mais força e mais potência para defender aquilo que a gente acredita”.