fbpx

3 mulheres que estão transformando a cultura de liderança

De 14 a 16 de janeiro, Nova York recebe a NRF Retail’s Big Show, maior evento de varejo do mundo – e a CAUSE vai acompanhar o que os varejistas têm a dizer sobre responsabilidade social e o mundo das causas.

Para começar, conheça 3 mulheres que estão se destacando em cargos de liderança e têm muito a nos ensinar sobre a adesão a causas no ambiente de trabalho.

  1. Beth Comstock, membro do conselho diretor da Nike

(Crédito: Reprodução/Twitter)

Botar a empresa de pernas pro ar é a especialidade desta executiva com experiência em setores tão distintos como automação, mídia e varejo. Sua principal ferramenta é a inovação.

Ao longo de mais de 20 anos, ela cuidou de áreas de comunicação, marketing e vendas da GE. Lá, ela também criou núcleos de inovação como a “ecomagination”, dedicada a reduzir o impacto ambiental da indústria por meio de tecnologia, e a “healthymagination”, que busca reduzir custos de saúde com projetos de inovação e automação.

Beth foi uma das responsáveis pela transformação digital da NBC Universal na época do desenvolvimento da Hulo, que hoje é mundialmente conhecida como a plataforma que lançou a premiadíssima série The Handmaid’s Tale.

Seu conselho na NRF Retail’s Big Show? “Nem todo mundo gosta de mudança. Mas dependendo do negócio, é preciso se reinventar a todo momento”. Alguém aí discorda? 😉

 

2. Arianna Huffington, fundadora dos portais The Huffington Post e Thrive Global

(Crédito: Steve Schofield)

Celebrada como uma das mulheres mais poderosas da internet, esta grega que construiu um império de mídia nos Estados Unidos tem um conselho bem prático para quem quer se sobressair no mercado de trabalho nos dias de hoje: de-sa-ce-le-re.

Reinventar os processos do dia a dia de uma organização é fundamental para obter um mínimo de equilíbrio entre carreira e vida pessoal, segundo ela.

Em sua passagem pela NRF Retail’s Big Show, Arianna contou como superou um episódio de burnout em 2007 – e como a péssima experiência serviu de inspiração para ela criar a Thrive Global, um portal de notícias sobre bem-estar no ambiente de trabalho.

Veja aqui 4 dicas dela para uma carreira mais equilibrada.  

3. Helena Foulkes, vice-presidente da rede de farmácias CVS

(Crédito: CVS Health)

A executiva Helena Foulkes têm, sob sua liderança, uma rede com 9 700 farmácias, 20 centros de distribuição, um e-commerce, uma cadeia extensa de fornecedores – e ainda assim encontra tempo para servir nos conselhos da Home Depot, do Instituto do Câncer Dana-Farber e – ufa! – da Universidade de Harvard.

Prova viva de que as mulheres assumem cada vez mais postos decisivos não só no mercado de trabalho como na sociedade em geral, Helena lançou uma ofensiva para reconhecer o que chama de beleza feminina real.

Ao identificar que 80% de seus clientes eram mulheres, a CVS assumiu o compromisso de não retocar imagens de modelos usadas em suas peças.

“Beleza é para fazer nos sentir bem, não mal. As imagens reais ajudam as mulheres e meninas a se enxergarem como elas realmente são – e sentir orgulho disso”, explicou Foulkes no painel sobre liderança feminina da NRF Retail’s Big Show.

Cause

Somos um time multidisciplinar de profissionais das áreas de Administração, Antropologia, Ciência Política, Design, Gestão Pública, Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade. Propomos um olhar integrado a partir dessas competências para promover as causas em que acreditamos.