O clipe que bombou nesta semana tem tudo a ver com uma causa em alta no Brasil

Frame do clipe de This Is America: entre as referências, Gambino aborda o filme Corra!, um terror sobre a questão racial nos Estados Unidos (crédito: Donald Glover / Reprodução YouTube)

 

Falamos sobre o poder da música em levantar reflexões políticas há alguns dias.

Esta semana, outro artista deu o que falar por ter colocado o dedo na ferida em um vídeoclipe que denuncia as tensões raciais nos Estados Unidos.

No sábado (5), Childish Gambino (alcunha do músico, ator e roteirista Donald Glover) divulgou no Youtube o clipe de This Is America.

 

O vídeo combina ironia e violência explícita na abordagem de temas como abuso policial, porte de armas e discriminação racial.

Embora a obra trate de situações ligadas ao contexto norte-americano, alguns episódios recentes deixam claro que isso tem tudo a ver com uma questão que está longe de ser superada no Brasil.

É o COMBATE ÀS TENSÕES RACIAIS, que elegemos como a Causa da Semana.

Em seu clipe, Gambino traz uma série de referências, recentes e históricas, a discussões ligadas a essa causa.

Retoma, por exemplo, episódios emblemáticos da história recente dos EUA, como o massacre de nove membros de uma igreja da comunidade negra de Charleston, em 2015.

Por aqui, a situação não é tão diferente.

O assassinato da vereadora Marielle Franco, ainda sem resolução, ganhou novos contornos esta semana após uma testemunha-chave ter indicado que um policial e um ex-PM teriam participado do crime.

Embora o caso de Marielle tenha tido maior repercussão pela atuação da vereadora no combate às desigualdades sociais e violência policial, as estatísticas também não são muito animadoras.

No Brasil, 7 a cada 10 pessoas assassinadas são negras. Trata-se da população também com o menor IDH no país: 0,675, enquanto o da população branca é de 0,777.

Assim como nos Estados Unidos, também há no país iniciativas que buscam não só denunciar as dissidências sociais, mas também promover maior inclusão.

Um exemplo é a Rede de Profissionais Negros. A iniciativa busca construir um espaço de networking e aprendizado entre esses profissionais.

Ainda que pequenos, iniciativas assim já têm trazido alguns resultados: 75% das pessoas que ascenderam à classe média na última década eram negras, embora parte dessa escalada tenha sido comprometida pela recessão.

Ainda há um longo caminho pela frente até a superação das tensões raciais, mas uma coisa é certa: falar sobre elas é um importante primeiro passo. A arte, como se sabe, é uma ótima ferramenta de destruição de preconceitos.

Cause

Somos um time multidisciplinar de profissionais das áreas de Administração, Antropologia, Ciência Política, Design, Gestão Pública, Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade. Propomos um olhar integrado a partir dessas competências para promover as causas em que acreditamos.