fbpx

Responsabilidade social: 11 causas que exigem a atenção das marcas em 2020

O Causas para Observar em 2020 foi assunto no Go Ad Media! Leia a análise completa e entenda como abraçar uma dessas 11 causas pode ajudar as organizações a atuarem com mais relevância na sociedade. 

Veículo: Go Ad Media

Em um momento em que as marcas são cada vez mais cobradas a agir com responsabilidade, é imprescindível se conectar às demandas sociais mais prementes. Esse compromisso se torna ainda mais importante diante da inesperada e implacável pandemia de Covid-19, que evidenciou o peso da desigualdade econômica e tornou algumas causas ainda mais urgentes.

Para ajudar as marcas a enfrentarem esse desafiador cenário e atuar com relevância na sociedade, a CAUSE identificou 11 temas prioritários no atual cenário, que devem nortear as ações das empresas ao longo do ano. O relatório foi elaborado a partir de pesquisa realizada pela própria organização e também de dados de órgãos governamentais, imprensa, institutos e ONGs.

O conteúdo foi dividido em cinco blocos: saúde, educação, desenvolvimento econômico sustentável, direitos humanos e valorização da ciência. Veja, a seguir, as causas para observar em 2020. E acesse o estudo completo no site da CAUSE.

1. Saúde mental

A pandemia de Covid-19 deve elevar o estresse crônico e a ansiedade. No Brasil, essa ameaça é ainda mais forte, considerando que somos o país com o maior número de pessoas ansiosas: 9,3% da população. O novo coronavírus deve resultar em uma maior busca por terapias, meditações e atividades com efeitos relaxantes.

2. Universalização da saúde

O novo coronavírus tem evidenciado a importância de um sistema público de saúde eficiente. Um efeito positivo dessa crise pode ser um maior investimento nesse setor, com aumento do número de leitos, melhorias de infraestrutura e mais atenção para os serviços médicos remotos. Também se espera uma maior compreensão sobre a necessidade de destinar, de forma regular, mais recursos para a saúde.

3. Ensino domiciliar

Devido ao novo coronavírus, cerca de 85 países suspenderam as aulas físicas e fecharam as escolas. Esse fenômeno impulsionou o ensino domiciliar e, no Brasil, pode abrir caminho para a regularização dessa prática – que, antes da crise, já vinha gerando embates entre governo e oposição.

4. Educação midiática

A disseminação de notícias falsas ganhou fôlego durante a pandemia, justamente quando a população mais se precisava de informações confiáveis. Nesse cenário, ganham força projetos de checagem e educação midiática, promovendo a leitura crítica do conteúdo compartilhado.

5. Liberdade de expressão

A pandemia de Covid-19 ressaltou a tênue fronteira entre liberdade de expressão e desinformação, principalmente no conteúdo disseminado nas redes sociais. O surto do novo coronavírus pode resultar em mais confiança no jornalismo profissional e em uma maior capacidade de identificar notícias falsas.

6. Investimento em tecnologia e saber científico

A pandemia de Covid-19 também demonstrou o valor da ciência e da tecnologia na área de saúde e como a falta de investimentos nesse setor deixou o país vulnerável, comprometendo a resposta ao novo coronavírus. A crise deve estimular o aumento de investimentos federais nesse setor.

7. Redução das desigualdades

Comunidades de baixa renda vêm sendo afetadas de forma muito mais grave pela pandemia do novo coronavírus, levando a ações de emergência, como programas temporários de auxílio financeiro. Esse quadro ressalta a necessidade de implantar sistemas tributários progressivos e medidas governamentais com foco nos grupos mais vulneráveis.

8. Combate à fome

O isolamento social imposto pela novo coronavírus teve um impacto pesado e imediato entre as comunidades periféricas, reduzindo o número e a qualidade de refeições diárias. Esse preocupante fenômeno salienta a demanda por ações que atendam às necessidades específicas desses grupos, por parte de instituições públicas e privadas.

9. Cultura de doação

As doações no país alcançaram marcas históricas no Brasil durante a pandemia. O que se espera é que esse sentimento de colaboração e solidariedade seja fortalecido e disseminado pós-vírus, com a valorização da cultura da doação.

10. Combate à violência doméstica

Um dos muitos efeitos negativos da Covid-19 é o crescimento da violência doméstica durante o isolamento social. Em resposta, há uma maior mobilização da sociedade em torno do tema e a cobrança por mais agilidade na aprovação de políticas públicas que ajudem a evitar crimes desse tipo.

11. Acesso a saneamento básico

A pandemia do novo coronavírus é agravada no Brasil pelas problemáticas condições sanitárias verificadas no país: mais de 100 milhões de pessoas a não possuem coleta de esgoto em casa e cerca de 35 milhões não têm acesso a água tratada.